Menu

Alberto Luiz de Souza

A ambição de todo jogador é atuar em grandes clubes do Brasil e no exterior, ganhar fama e fortuna. O centroavante canhoto Alberto luiz de Souza pode se considerar um privilegiado. afinal, se orgulha de fazer parte de um seleto grupo que jogou em três das quatro grandes potências paulistas. Defendeu Palmeiras, Santos e Corinthians. Ao todo, perigrinou por 23 equipes, sendo seis estrangeiras.

Nascido em Campo Grande, Mato Grosso do Sul, no dia 24 de abril de 1975, Alberto começou a carreira no amador do Comercial-MS. No início da década de 1990, o empresário Carlito Peters o trouxe para São Paulo. "Com 16 anos de idade joguei no profissional do Penapolense e já sofri primeira cirurgia no joelho direito", revela. Depois, ao longo de sua trajetória no mundo da bola, foram mais duas intervenções no joelho esquerdo.

Alberto teve uma curta passagem pelo Nimes Olympique, da França, La Piedade, do México, Ituano e foi semifinalista da Copa São Paulo de Futebol Júnior, em 1996, pelo Paulista de Jundiaí, eliminado pelo Cruzeiro. Jogou no Inter-RS, Atlante e Necaxa, ambos mexicanos, Rio Branco de Americana, Palmeiras, Náutico, Botafogo, de Ribeirão Preto, e retornou ao Rio Branco, onde arrebentou e foi contratado pelo Santos.

Atingiu o ápice justamente na equipe santista, comandada pelo técnico Emerson leão e que projetou Robinho, Diego, Elano e Renato, na segunda versão dos Meninos da Vila. A primeira foi em 1978, com Pita, Juari, João Paulo e Nilton batata. Brilhou entre as novas estrelas e foi o artilheiro do time no Brasileirão de 2002, com 12 gols. Os principais goleadores foram Luís Fabiano (São Paulo) e Rodrigo Fabri (Grênio), com 19 cada.

Seus gols foram fundamentais para o Peixe ser campeão, colocando fim ao tabu sem ganhar um título nacional que durava desde a "Era Pelé". Alberto calou a Fiel no Pacaembu ao marcar um belíssimo gol de bicicleta nos 4 a 2 sobre o Corinthians, no dia 3 de outubro. Fez mais dois nos 3 a 0 contra o Grênio, no dia 1º de dezembro, na Vila Belmiro.

Alberto, de camisa preta e ao lado de Robinho, com o grupo campeão brasileiro pelo Santos em 2002


No reencontro com o Timão, na épica decisão, ele abriu o placar nos 2 a 0 da primeira partida, disputada no dia 8 de dezembro. Nesse confronto, teve a infelicidade de receber o terceiro cartão amarelo. Além de cumprir suspensão automática no segundo duelo, que terminou 3 a 2 para o Peixe, ficou fora do poster de campeão.

Ao término do Brasileirão, porém, Alberto sentiu-se desprezado pela diretoria. "Mesmo reajustado, meu salário não chegava a 1/4 do salário de Robinho e Diego". Então, acertou sua transferência para o Dínamo de Moscou.

Rodou por outras agremiações até acertar com o Catanduvense para a séria A-e de 2010. Participou de sete dos 19 jogos da equipe na competição, com uma vitória, um empate, cinco derrotas e apenas um gol marcado. Estreou na quarta rodada, dia 23 de janeiro, na derrota por 3 a 1 para o América, em Catanduva. Balançou as redes no empate de 3 a 3 com o São Bento, em Sorocaba, dia 27 de fevereiro, quando sofreu uma lesão na cartilagem do joelho. Foi sua última partida como profissional.

Meninos da Vila

Unidade São José do Rio Preto/SP

Escritório - Palestra EC (Sede Social)

Rua General Glicério, 2500

Centro - CEP 15060-000

(17) 3021.3946

Busca no Site


Deprecated: preg_replace(): The /e modifier is deprecated, use preg_replace_callback instead in /home/menivila/public_html/2013/libraries/joomla/filter/input.php on line 652

Deprecated: preg_replace(): The /e modifier is deprecated, use preg_replace_callback instead in /home/menivila/public_html/2013/libraries/joomla/filter/input.php on line 654